quinta-feira, 16 de setembro de 2010

(Diego Marques)



O mais belo dos homens
Invejado e amado
Sagaz Gregoriano
Por todos cobiçado

Filho de um deus e uma Ninfa
Orgulhoso e abençoado
Jovem forasteiro
De um encanto refinado

Da linda Eco conquistou o amor
Mas rejeitou tal afeição
E assim Eco se silenciou
Definhou por uma paixão

Insensível Narciso
Quão trágico fora seu destino
A maldição da sua vida
Era sofrer de amor não correspondido

De uma vaidade entorpecente
Narciso não se deixava desarrumar
E em um dia de sol poente
Por seu reflexo foi se apaixonar

E ali toma consciencia de si mesmo
O Drama humano de se notar
Num ato insano de se querer
Pulou no lago para não voltar

Pobre rico Narciso De beleza singular
Na beira de um rio Veio a se afogar
E para manter viva sua beleza
Numa bela flor seu corpo veio a mutar

3 Responses so far.

  1. Bom... eu já vim aqui uma dez vezes! E não queria ser a primeira a comentar, mas...

    Então! Essa postagem é sua ou de outra fonte?!? Não que eu duvide da sua capacidade jamais (logo eu!), mas se for sua meu caro Dih! A "quantas" anda sua inspiração e criatividade!?! Isso que acabei de ler é simplesmente lindo demais, assim como o post anterior.

    Parabéns Amigo!?! Fico feliz por você! Com esse refinado talento para a escrita!

    Beijos da Sil
    Com carinho e admiração

  2. Faltou comentar o post...

    Insensível Narciso... Acho que todos tem um Narciso dentro de si. Afinal não é possível atender a todos os chamados do Amor... Ver as pessoas com as necessidades que elas tem de nós. E cuidar de quem nos quer bem... Narciso errou por amar somente a si, mas ele tbm não seria capaz de amar a todos os amores que lhe fosse oferecido. E nem por isso o considero "INSENSÍVEL". Isso é fato! Nem todo amor tem resposta...

    Bjo...
    Sil.

  3. H.Brayan says:

    olá Di,
    primeiramente qro cumprimentar pelo texto tão bem elaborado.

    a história de narciso é uma das minhas particularidades, sempre me encantei por reflexos e belezas... uma mistura condenatória e atrativa. é irônico a forma como ele se afligiu com apenas uma imagem de conteúdo tão absorto...

    visita meu blog também , vai gostar das "poemas de reflexão" e poemas sobre mim...

Translate this blog

Mascote

Get the

Arquivo

About

Creative Commons

licença creative commons
O Blog "Delírios do Di" de Diego Barros É licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs.
Based on a work at www.deliriosdodi.blogspot.com.

- Copyright © Diego Barros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -