quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

(Dionísio Brito)

 
Ele caminhava sem rumo... Até que em dado momento parou. Já não tinha mais forças. Sentou e esperou. Se não andaria, correria, pularia, desvendaria o novo. Veria o que deixou de ver, seria o que deixou de ser. Entenderia que é importante saber... O engraçado é que ele tanto fez, tanto foi, e no fim nada era. De que adiantou? Para que serviram as lágrimas que correram dos seus olhos, ou a dor martelando em seu peito? Qual o intuito de sorrir, gargalhar, cantar alegrias? Era tudo em vão e ele não sabia.

O curioso, é que o mundo dá voltas, mas será que estamos em sintonia com o ele? Sabemos nós vivermos em nosso tempo? Ele, naquele instante, acreditava que não. Fiquei esperando uma explicação que não veio e então formulei minha própria, uma vez que concordo com ele. Não sabemos viver porque somos ingênuos. Inteligentes sim, mas ingênuos. Desconhecemos a arte do perdão, não nos permitimos sentir o amor absoluto, não nos contentamos com o que temos e reclamamos sem necessidade. Não conseguimos entender as atitudes do próximo, principalmente quando a atitude deles refletem em nós. Isso porque vivemos em nosso "Fantástico mundo do eu", onde o mundo gira ao nosso próprio redor e nos consideramos mais importantes que qualquer pessoa.

Sem querer aprendi que não tenho vivido. E que um dia já vivi, assim como você também já viveu um dia. Lembra? Naquela época éramos anjos, sorriamos com facilidade, perdoávamos sem rancor, amávamos sem querer nada em troca. Pena que não posso voltar atrás. O que eu perdi está perdido, ou não, saberei mais adiante. O que posso é recomeçar, e aprender viver novamente. Só não posso é continuar como ele, que andava sem rumo, e quando compreendeu o sentido da vida parou. Mas não tinha mais forças para um recomeço. E da sua essência sobraram apenas fragmentos.

7 Responses so far.

  1. Pois é Dih...

    Pra mim... nem Patati e Patata... e muito menos essa Mayzinha... eka!!!!

    Mas... é bem engraçado!

    Beijos e uma noite linda!

    Adoro-te... e estamos te esperando aqui em casa amanhã.

    Sil

    Com carinho

  2. Jão says:

    Ela é engraçadinha. E foi a única que tirou a peruca do Sílvio.



    Abraços

  3. Tbm não tenho nada contra, mas é irresistível. kkkkk
    Eu tenho essa tirinha no final do meu blog.
    Praystation \o/

    Beijo.

  4. Lucas says:

    Também não tenho nada contra! Aliás, não costumo gostar de crianças que se sentem muito maduras, mas ela é debochada e hiperativa. Gosto disso! E adorei a tirinha, hahaha.

    Abraços.

  5. Oi Amore...

    Seu blog esta lindo e super sua cara...

    Acho que explodi essa fedelha umas duzentas vezes...

    Beijos

    Te amo

  6. Jão says:

    Fala meu camarada,

    Vi seu comentário no blog, só pra ressaltar que a marcha da maconha não faz apologia as drogas pelo contrario. Ela procura uma regulamentação bem como o cigarro e o álcool ja tem. O pessoal defende uma medida de saúde publica para ajudar aos usuários. EM casos na Espanha e na holanda por exemplo, o índice de usuários diminuiu depois que o governo legalizou, regulamentou, e criou medidas de saúde publica para o comercio da maconha. Ninguem faz apologia, só que o sistema só mata as pessoas, não cura. Buscamos novas formas para tentar solucionar o problema.

  7. Josy says:

    AUHSUAHSUAHSUHAUSH
    qq minina chataaaa e elaa rrrrrrrrrrrrrr

    deu ate alivio a bomba ;D
    to te seguino
    beijaao ;D

Translate this blog

Mascote

Get the

Arquivo

About

Creative Commons

licença creative commons
O Blog "Delírios do Di" de Diego Barros É licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs.
Based on a work at www.deliriosdodi.blogspot.com.

- Copyright © Diego Barros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -